Destaque Esporte 

Atlético cria, mas é derrotado pelo Vitória e perde chance de entrar no G4 do Brasileiro

O Atlético foi a Salvador enfrentar o então desesperado Vitória, na tarde deste domingo, no Barradão, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro errou bastante na saída de bola na primeira etapa, melhorou na segunda, mas acabou derrotado por 1 a 0, com gol de Léo Ceará. O revés fez com que o Galo perdesse a oportunidade de ingressar no G4.

O time alvinegro começou a partida tendo uma chance incrível de gol com Ricardo Oliveira. Minutos depois, foi a vez de Elias assustar a defesa do Vitória. Já na segunda etapa, Cazares quase marcou um belo gol do meio de campo, mas o goleiro Ronaldo estava atento e executou brilhante defesa.

Com a derrota, o Atlético permaneceu na sexta posição e ficou mais distante do líder São Paulo. Enquanto o Tricolor soma 45 pontos, o Galo contabiliza 34. O Grêmio, primeiro time do G4, tem 37. O Vitória, com o triunfo, saiu o Z4, ganhando quatro posições. O Leão agora é o 13º colocado, com 22 pontos.

O Atlético volta a campo no próximo sábado, às 21h, quando enfrenta o Corinthians, no Itaquerão. O Vitória, por sua vez, recebe o América no Barradão, no mesmo dia, porém, mais cedo, às 16h.

O jogo
Thiago Larghi não pôde contar com o zagueiro e capitão Leonardo Silva, além do volante Matheus Galdezani, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O técnico do Atlético, entretanto, não fez mistério e, durante a semana, já havia afirmado que escalaria Gabriel e Zé Welison como substitutos.
O Atlético começou a partida pressionando a saída de bola do Vitória. Logo no primeiro minuto, o volante Rodrigo Andrade tentou recuar a bola e deu um presente para Ricardo Oliveira. Na cara do gol, ele mandou para fora. O susto acendeu o alerta no rubro-negro. Os anfitriões adiantaram as linhas de marcação e criaram várias oportunidades, uma delas após um erro de reposição de Victor.
As equipes abusavam nos erros de passes, sobretudo na saída de bola. Com 24 minutos de partida, eram 12 passes incorretos para cada lado. Mas era o Atlético que mais sofria com isso. Das sete finalizações do Vitória nos primeiros 30 minutos de jogo, três fizeram Victor trabalhar, enquanto o Galo não havia incomodado o goleiro Ronaldo, com quatro chutes fora do alvo.
A única chance certeira do Atlético no primeiro tempo surgiu no minuto seguinte, aos 31. Na ocasião, Elias aproveitou sobra após cobrança de escanteio e ficou praticamente sozinho com Ronaldo. Entretanto, o goleiro do Vitória levou a melhor no lance. Aliás, não só o goleiro, mas também como todo o time baiano, mais criativo que o Alvinegro. Ao todo, foram 12 chances dos mandantes, contra cinco dos mineiros.
Na tentativa de melhorar isso, Thiago Larghi promoveu a entrada de Lucas Cândido na vaga de Zé Welison, já amarelado. Nathan, bastante apagado nos primeiros 45 minutos, também deixou o jogo. Em seu lugar, entrou Luan, que apareceu bem em seu primeiro lance, assustando a defesa do Vitória arriscando um chute de efeito.
As alterações no Atlético surtiram efeito, sobretudo com a entrada de Luan, mais veloz e ofensivo. O camisa 27 serviu Elias aos 13’, quando o volante do Galo bateu com efeito na bola dentro da área, assustando a defesa adversária. O Alvinegro também chegou muito bem com Emerson. Ele cruzou para a área, e, por pouco, Ricardo Oliveira não chegou para concluir a gol.
Mas, no momento em que o Atlético era melhor na partida, o Vitória puxou um contra-ataque com Neilton. Ele passou para Lucas Fernandes finalizar. O atacante do Vitória acertou a trave de Victor. No rebote, Léo Ceará apareceu e empurrou para o fundo das redes: 1 a 0.
O gol fez com que o Atlético ficasse perdido em campo. A equipe alvinegra tinha mais posse de bola (59% contra 41% do Vitória), mas não conseguia converter isso em oportunidades. Restou para Cazares, aos 44 minutos, arriscar do meio de campo, para a grande intervenção de Ronaldo. Assim, o Galo viu o São Paulo tomar distância, e ainda perdeu a chance de ingressar no G4.
VITÓRIA 1 X 0 ATLÉTICO
Vitória: Ronaldo; Jeferson, Lucas Ribeiro, Ramon e Benitez; Léo Gomes e Rodrigo Andrade (William Farias); Yago (Bryan), Rhayner (Lucas Fernandes) e Neilton; Léo Ceará. Técnico: Paulo César Carpegiani.
Atlético: Victor; Emerson, Gabriel, Maidana e Fábio Santos; José Welison (Lucas Cândido), Elias e Cazares; Chará, Nathan (Luan) e Ricardo Oliveira (Denílson). Técnico: Thiago Larghi.
Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Barradão, em Salvador/BA
Data: domingo, 26 de agosto de 2018
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)
Cartões amarelos: Jeferson e Léo Ceará (VIT); Iago Maidana, José Welison e Yimmi Chará (ATL)
Gol: Léo Ceará (Vitória)
Público: 6.412
Renda: R$ 58.782,00
Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment