Atlético goleia o Coritiba, fica a dois pontos do G7 e aumenta sonho de Libertadores

Atlético goleia o Coritiba, fica a dois pontos do G7 e aumenta sonho de Libertadores

  • Post author:
  • Post category:Esporte

O sonho da Libertadores 2018 está cada vez mais vivo para o Atlético. Na noite deste domingo, o Galo goleou o Coritiba por 3 a 0, no Independência, e ficou a dois pontos do G7 do Campeonato Brasileiro. A vitória alvinegra foi construída no primeiro tempo, quando a equipe teve grande atuação. Marcaram Otero, duas vezes, uma delas do meio-campo, e Leonardo Silva, que quebrou jejum de mais de um ano.

O Atlético teve grande atuação na etapa inicial de jogo no Independência e poderia ter saído para o intervalo com uma margem de gols ainda maior. No segundo tempo, o Galo diminuiu o ritmo, enquanto o Coritiba não conseguiu se impor para buscar pelo menos o gol de honra no Horto.

Além de fazer sua parte, quase tudo deu certo para o Galo na rodada. Dos times que brigam pelo G7 (que pode virar G8 ou G9), só Flamengo e Atlético-PR venceram. Botafogo, Chapecoense e São Paulo empataram. Vasco e Bahia foram derrotados.

O Atlético assumiu a oitava posição, com 50 pontos, dois pontos a menos que o Botafogo, sétimo colocado. Na próxima rodada, o Alvinegro enfrenta o campeão Corinthians. A partida está marcada para domingo, às 17h, em Itaquera.

O jogo

O técnico Oswaldo de Oliveira promoveu o retorno de Gabriel, recuperado de lesão, ao time titular do Atlético. Também recuperado, Cazares ficou no banco, ao lado de Adilson, poupado e substituído por Yago. E o Alvinegro fez um grande primeiro tempo no Independência.

Desde o começo da partida, o Atlético amassou o Coritiba. Com muita velocidade pelos lados e triangulações, o Galo criou boas chances desde os primeiros minutos. Logo aos 4’, a rede balançou pela primeira vez no Independência. Marcos Rocha arrancou pelo lado direito, passou para Elias que ajeitou para Otero, de fora da área, acertar chute cruzado rasteiro e abrir o placar: 1 a 0.

O Atlético seguiu em cima. O Coritiba não conseguia manter a bola para evitar a pressão. Valdívia, na cara do gol, finalizou para fora. Otero, de falta, obrigou Wilson a fazer boa defesa. Mas aos 14’ não teve jeito. Marcos Rocha cobrou lateral na área, Leonardo Silva desviou e encobriu o goleiro do Coxa para ampliar no Horto: 2 a 0.

Assustado, o Coritiba tentava trabalhar a bola para chegar ao ataque e levar perigo. A única boa chance parou em boa defesa de Victor. O Atlético diminuiu o ritmo, mas mesmo assim marcou mais um na etapa inicial. E foi uma pintura do venezuelano Otero. Ele arrancou do lado direito do campo de defesa, tabelou com Fred e, do meio-campo, acertou chute de rara felicidade e encobriu o goleiro Wilson, que estava adiantado. Um golaço no Independência: 3 a 0. O Galo ainda teve chance de marcar o quarto gol no fim da etapa inicial, mas Wilson fez grande defesa em chute de Valdívia.

Na etapa final, o Atlético diminuiu o ritmo e pouco levou perigo. O Coritiba tentou aumentar seu ritmo ofensivo, mas não conseguia incomodar o Galo.

Oswaldo tentou fazer a equipe recuperar a intensidade com as entradas de Luan e Cazares nas vagas de Robinho e Valdívia, respectivamente. O Coxa ainda teve uma chance nos minutos finais, mas Victor fez grande defesa e garantiu a goleada alvinegra.

ATLÉTICO 3 X 0 CORITIBA

Atlético
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Yago e Elias (Gustavo Blanco); Otero, Robinho (Luan) e Valdívia (Cazares); Fred
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Coritiba
Wilson; Léo (Daniel), Werley, Márcio e William Matheus; Jonas, Alan Santos, Tiago Real e Dodô; Getterson (Iago) e Kleber (Henrique Almeida)
Técnico: Marcelo Oliveira

Gols: Otero, aos 4, Leonardo Silva, aos 14, Otero, aos 30 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Fred, Gustavo Blanco (ATL); Alan Santos, Léo, Kleber, Werley, Márcio (COR)

Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte
Público: 8.184
Renda: R$ 114.410,00
Data e hora: domingo, 19 de novembro, às 19h

Árbitro: Sandro Meira Ricci – SC (FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho – SP (FIFA) e Marcelo Carvalho Van Gasse – SP (FIFA)

Estado de Minas