Coronavírus: hospital de SP confirma quinta morte e tem mais 12 idosos na UTI com covid-19

Coronavírus: hospital de SP confirma quinta morte e tem mais 12 idosos na UTI com covid-19

A operadora de saúde Prevent Senior registrou a quinta morte pelo novo coronavírus, também no Hospital Sancta Maggiore do bairro do Paraíso, em São Paulo (SP) — onde ocorreram os outros quatro óbitos registrados no Estado.

Não foram divulgados detalhes sobre a idade ou sexo do paciente.

A Prevent Senior também não divulgou a data em que ocorreu a quinta morte por coronavírus.

Na mesma unidade de saúde há 123 pacientes sendo tratados com o protocolo da covid-19, a doença causada pelo vírus. Ou seja, os profissionais que acompanham esses pacientes, ainda que não tenham todos os exames comprovando o novo coronavírus, adotam medidas como o uso de equipamentos de proteção individual no contato para evitar a contaminação.

No hospital já haviam sido registrados os óbitos de outros quatro idosos, entre a segunda-feira e a terça-feira (17). O primeiro óbito no país em razão da covid-19, de um homem de 62 anos, foi naquela unidade de saúde.

A rede Prevent Senior é especializada em atendimentos a pacientes da terceira idade.

Entre os pacientes internados atualmente há 33 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo 12 positivos para o novo coronavírus e 21 aguardando resultados dos exames. Entre os 91 que estão em apartamentos da unidade há 16 confirmados com o novo coronavírus e 74 aguardando respostas para os exames.

Mortos no Brasil

Além dos casos em São Paulo, foram confirmadas as mortes de dois idosos em decorrência do novo coronavírus.

Durante a manhã desta quinta-feira (19), o governo do Rio de Janeiro confirmou que uma empregada doméstica de 63 anos morreu em decorrência da covid-19. Ela chegou a uma unidade pública de saúde de Miguel Pereira (RJ), onde morava, com sintomas da doença, como febre, tosse forte e problemas respiratórios.

A mulher, diabética e hipertensa, apresentou sintomas no domingo (15). No dia seguinte deu entrada na unidade de saúde, piorou o quadro e morreu na terça-feira. Conforme a Prefeitura do município, a mulher trabalhava na capital. A patroa dela teria chegado da Itália e testado positivo para a covid-19.

Pouco após a primeira confirmação, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro divulgou que mais uma morte foi confirmada em decorrência do novo coronavírus. Trata-se de um idoso de 69 anos que estava internado em um hospital particular de Niterói e morreu na noite de terça. Ele apresentou quadro de choque séptico e pneumonia.

As apurações iniciais revelam que um enteado dele havia chegado de Nova York com teste positivo para o novo coronavírus em 11 de março. Segundo o jornal O Globo, o hospital que atendeu o idoso afirmou que ele, “além da idade, possuía comorbidades que o colocaram no grupo de risco”.

Terra.com.br