Destaque Esporte 

Cruzeiro esclarece detalhes de negociação com Grêmio envolvendo Thiago Neves e Luan

Vice-presidente do Cruzeiro, Itair Machado revelou ao Superesportes todos os detalhes das conversas com o Grêmio sobre a possibilidade de uma troca envolvendo os meias Thiago Neves e Luan. O dirigente garantiu que o modelo de negócio partiu do clube gaúcho. Além de Neves, o clube celeste envolveria, num primeiro momento, apenas o zagueiro Murilo, de 21 anos. Depois, o Tricolor pediu a inclusão do atacante Raniel, de 22. De acordo com Itair, as negociações não avançaram, especialmente, pelo vazamento das informações e pelo desejo de Luan de deixar o futebol brasileiro.

“Eu nunca falei sobre isso com ninguém. Mas o que aconteceu é que os diretores do Grêmio me ligaram e eles propuseram a troca do Thiago Neves e do Murilo pelo Luan. Marcamos reunião em São Paulo, e isso tem 20 dias. Fui lá, reuni, adiantamos a troca, e durante a semana eles acharam que era pouco. Depois, pediram 50% do Raniel (metade dos 65% que cabem ao Cruzeiro). Conversei com o Mano, ele achou que tecnicamente não era muito ruim fazer a troca. Concordamos, fechamos tudo com o Grêmio. O Grêmio inclusive autorizou o Cruzeiro a falar com procurador do Luan. Adiantei tudo com ele”, disse Itair Machado, que seguiu relatando a cronologia das negociações. 
“Com o Grêmio já estava trocado. Só que o Luan, primeiro, quer ver se tem proposta para ele ir para a China. O Luan tem como prioridade sair do país. Ele quer sair do Grêmio, mas para fora. Não quer ficar no Brasil. Eu cheguei a adiantar tudo com o procurador dele, o Jair Peixoto, mas o jogador quer é sair do Brasil. Por isso a coisa ficou emperrada. Deu tempo de o Grêmio sofrer pressão da torcida, pois a troca vazou na imprensa. Depois, o presidente (Romildo Bolzan) conversou com Luan, e o Luan falou que queria ir para fora. Por isso, o Grêmio recuou e retirou a proposta de troca. Mas eu quero deixar muito claro que o Cruzeiro, em momento nenhum, procurou algum clube para oferecer o Thiago Neves. Tudo partiu do Grêmio, e de outros clubes que ficaram interessados em tirá-lo do Cruzeiro”, reiterou o vice-presidente de futebol à reportagem.
Na opinião de Itair Machado, a troca seria boa para o Cruzeiro tecnicamente, pela qualidade de Luan – similar a Thiago Neves na opinião do dirigente – e comercial, já que o Cruzeiro ficaria com percentuais de Raniel e Murilo. “Comercialmente, era bom para o Cruzeiro, porque teria chance de Murilo e Raniel serem titulares do Grêmio, e o Cruzeiro continuaria com 50% dos dois (metade do que o Cruzeiro detém desses atletas hoje). O Luan viria, e o Cruzeiro ficaria com 60% dele. Inicialmente, seria 50% do Luan para o Cruzeiro, mas quando a troca envolvia apenas Thiago Neves e Murilo. Daí, eles pediram o Raniel e passamos a ficar com 60%. Como eles recuaram, não existe mais proposta nenhuma. O Grêmio retirou a proposta. Depois que desistiu, o Grêmio não fez nenhuma proposta financeira ao Cruzeiro”, garantiu o dirigente ao Superesportes.
Preocupação do Cruzeiro: ficar sem meia
O vice-presidente de futebol do Cruzeiro não descarta reabrir a negociação para a saída de Thiago Neves, mas lembra que a prioridade da diretoria e de Mano Menezes é ficar com o meia em 2019. A preocupação seria ficar sem um articulador de origem às vésperas da pré-temporada.
“Se for valor que atenda ao Cruzeiro, se o jogador quiser sair, não vejo problema. Hoje, ele tem contrato até dezembro de 2019. Para sair, tem que ter proposta boa. Hoje, isso não existe. O Mano está satisfeito com ele. Tem a mesma qualidade do Luan. Comercialmente, eu via bom negócio a troca. Mas não é qualquer valor que vai tirá-lo do Cruzeiro. Com qualquer valor, eu não contrato outro meia. O Cruzeiro sabe disso. O Grêmio quer ele por isso, pois sabe que pode perder o Luan a qualquer momento para o exterior. Por isso o Grêmio queria o Thiago Neves”, concluiu.

Nova investida dos gaúchos recusada

Nesta quinta-feira, Itair também revelou à Rádio Itatiaia que o Grêmio efetuou nas últimas horas uma proposta de R$ 5 milhões, mais a devolução do meia-atacante Thonny Anderson, pela liberação de Thiago Neves. No entanto, essa oferta foi recusada pelo Cruzeiro.

No começo do ano, o Cruzeiro cedeu 30% dos direitos econômicos de Thonny Anderson ao Grêmio, que tem a opção de adquirir mais 20% por R$ 500 mil. O jogador de 21 anos está emprestado ao clube gaúcho.

Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment