Esporte 

Cruzeiro torce por tropeço do Libertad para manter melhor campanha da Libertadores

O Cruzeiro alcançou a melhor campanha geral da fase de grupos da Copa Libertadores ao vencer pelo Grupo B os adversários Huracán-ARG (1 a 0, no El Palacio, em Buenos Aires), Deportivo Lara-VEN (2 a 0, no Mineirão) e Emelec-EQU (1 a 0, no George Capwell, em Guayaquil). Com os mesmos nove pontos que o Cerro Porteño-PAR, líder do Grupo E, o time celeste leva vantagem no saldo: 4 a 3.

Agora, para manter a supremacia, a Raposa torcerá por tropeço do Libertad diante do Rosario Central-ARG, às 21h desta quinta-feira, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Primeiro do Grupo H, com seis pontos, o clube paraguaio é o único que pode superar os mineiros, pois ganhou de goleada da Universidad Católica, por 4 a 1, e bateu o Grêmio, por 1 a 0.

Cruzeiro, Cerro Porteño e Libertad são as agremiações na Libertadores com 100% de aproveitamento. O líder geral terá sempre o benefício de ser mandante nos jogos de volta dos mata-matas. Por isso, o técnico Mano Menezes espera eficácia maior do ataque cruzeirense para conseguir resultados elásticos e assegurar o topo.

“Sempre digo que a Libertadores vai ensinando a equipe a se comportar. Certamente para hoje já trouxemos ensinamentos de Buenos Aires, do jogo em casa contra o Deportivo Lara, como mandante, e a equipe vai efetivamente se tornando melhor. Penso que precisa evoluir mais em alguns aspectos, como na construção de jogadas ofensivas, mas sabemos que como visitante elas são quase que invariavelmente menor. Então precisamos de uma eficácia maior. A equipe sempre soube fazer isso em momentos decisivos, em jogos decisivos da Copa do Brasil. Fez isso na Libertadores do ano passado até chegar às quartas de final”.

Em 2019, a expectativa de sucesso é grande, já que o Cruzeiro montou elenco equilibrado, com peças de reposição para todas os setores. Foram contratados o lateral-direito Orejuela, o lateral-esquerdo Dodô, o volante Jadson, os meias Rodriguinho e Marquinhos Gabriel e o atacante Pedro Rocha. Na visão de Mano, os atletas estão entendendo perfeitamente a ideia de jogo e devem melhorar ainda mais na sequência da competição.

“Este ano queremos, depois de passar da fase de grupos, estar melhor preparados para jogos difíceis como esse. Me deixa feliz o entendimento que a equipe está tendo, a confiança que vai crescendo na medida em que os resultados aparecem e vão se repetindo. Penso que a Libertadores é isso, você tem que entregar a alma em campo, e o Cruzeiro está fazendo isso”.

Além de buscar a primeira posição geral, o Cruzeiro divide com o San Lorenzo-ARG o status de melhor defesa, com nenhum gol sofrido até aqui na Libertadores. O time argentino é o líder do Grupo F, mesmo do Palmeiras, com sete pontos em três rodadas (duas vitórias e um empate).

O Cruzeiro voltará a jogar pela Libertadores na quarta-feira (10/4), às 19h15, contra o Huracán, no Mineirão. Antes, às 19h de sábado, haverá o duelo de volta da semifinal do Mineiro, diante do América, no mesmo estádio. No confronto de ida, a Raposa ganhou por 3 a 2, com três gols do centroavante Fred.

Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment