Destaque Esporte 

Cruzeiro vira sobre o América, volta a vencer depois de três jogos no Brasileiro e entra no G-6

Fim do jejum de vitórias. Depois de três jogos sem resultados positivos no Brasileiro (uma derrota e dois empates), o Cruzeiro virou sobre o América na noite desta quinta-feira, no Mineirão, e voltou para o caminho dos triunfos na competição nacional. Depois de ver Christian aproveitar falha de Dedé e abrir o placar para o Coelho, o time celeste contou com o talento de Arrascaeta para empatar e gols de Robinho e Raniel para construir o placar de 3 a 1.

Com o resultado, o Cruzeiro ganhou duas posições e terminou a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro na sexta colocação, com 21 pontos, já dentro do G-6 – zona de classificação para a Copa Libertadores de 2019. O América, que chega ao quarto jogo sem vitória na Série A, caiu três posições e é o novo 16º colocado, com 14 pontos.
Dando sequência à maratona de compromissos, o Cruzeiro agora receberá o Atlético-PR no próximo domingo, às 19h, no Mineirão. Depois de eliminar o Furacão nas oitavas de final da Copa do Brasil, o time celeste reencontrará a equipe paranaense. O América, por sua vez, deixa Belo Horizonte e viaja para Curitiba, onde visita o Paraná no Durival Britto, também no domingo, mas às 16h.
O jogo
Cruzeiro e América estiveram longe do alto nível técnico na primeira metade da etapa inicial. Com estratégias muito reativas, esperando o rival no campo de defesa, os times tiveram poucas chances de gols nos 30 minutos iniciais do jogo. Estreante da noite pela Raposa, Barcos mostrou boa movimentação, mas quase não recebeu a bola. Em um desses raros momentos, aos 11′, o argentino viu Arrascaeta livre na esquerda. O uruguaio serviu Thiago Neves na pequena área, e o camisa 30 marcou o gol. O árbitro Raphael Claus, no entanto, apontou impedimento e anulou o tento.
Bem diferente dos instantes inicias da partida, os últimos quinze minutos proporcionaram alguma emoção ao torcedor no Mineirão. Aos 31′, Dedé falhou feio na saída de bola. Christian aproveitou, recuperou a posse e acertou linda finalização de fora da área, no ângulo de Fábio. 1 a 0. A resposta não demorou. O Cruzeiro se jogou para o ataque e, três minutos depois, aos 34′, Thiago Neves lançou Robinho, que matou no peito e finalizou em cima de João Ricardo. O goleiro americano espalmou nos pés de Arrascaeta, que completou para o gol. 1 a 1. O uruguaio ainda marcou o segundo, aos 43′, mas o árbitro assinalou novo impedimento.
A noite era mesmo do uruguaio. Dos pés dele, já na segunda etapa, saiu a assistência para o gol da virada do Cruzeiro. Aos 14′, Arrascaeta recebeu na linha de fundo e deu cruzamento preciso para Robinho marcar. 2 a 1. O jogo ganhou novas características. O América se abriu em busca do empate e o time celeste aproveitou os espaços. Aos 19′, Raniel, que havia substituído Barcos quatro minutos antes, aproveitou erro no corte do zagueiro Matheus Ferraz e, de cabeça, ampliou o marcador. 3 a 1.
Apesar de ter a vitória praticamente definida já aos 19′, o Cruzeiro não diminuiu o ímpeto e seguiu liderando as principais chances de ataque. Desorganizado, o América viu Thiago Neves finalizar com perigo, aos 31′, e Robinho quase marcar dois minutos depois, aos 33′, quando Robinho aproveitou assistência e por pouco, de dentro da área, não acertou o ângulo de João Ricardo. A bola também não entrou em tentativas seguintes, mas a vitória celeste ficou assegurada mesmo assim. O Cruzeiro voltou a triunfar depois de três jogos sem resultados positivos no Brasileirão.
CRUZEIRO 3 X 1 AMÉRICA
CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves (Mancuello) e Arrascaeta (Rafinha); Hernán Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes
AMÉRICA
João Ricardo; Norberto (Ademir), Matheus Ferraz, Messias e Giovanni; Juninho, Leandro Donizete (Ruy), Christian e Wesley (Capixaba); Aderlan e Rafael Moura. Técnico: Ricardo Drubscky
Gols: Christian (aos 31’1ºT), Arrascaeta (aos 34’1ºT), Robinho (aos 14’2ºT) e Raniel (aos 19’2ºT)
Cartões amarelos: Aderlan (América); Henrique, Edilson, Ariel Cabral (Cruzeiro)

Público Presente: 17.958
Público Pagante: 13.283
Renda: R$ 294.127,00
Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data e horário: 19 de julho de 2018 (quinta-feira), às 19h30
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Rogério Pablos Zanardo (CBF/SP)
Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment