Fred pede perdão a Mano por atrito de 2012 e destaca confiança do técnico do Cruzeiro: ‘Se não tivesse aval dele, não estaria aqui’

Fred pede perdão a Mano por atrito de 2012 e destaca confiança do técnico do Cruzeiro: ‘Se não tivesse aval dele, não estaria aqui’

  • Post author:
  • Post category:Esporte

Apresentado com a camisa 9 do Cruzeiro nesta quinta-feira, Fred garantiu que não há qualquer problema com Mano Menezes. No passado, quando era jogador do Fluminense, ele afirmou que havia desistido de ser convocado enquanto o atual técnico da Raposa fosse treinador da Seleção Brasileira. Nessa quarta, Mano já havia minimizado o episódio, que aconteceu em 2012. Em entrevista, o atacante reiterou que não guarda nenhuma mágoa e que pediu perdão ao treinador.

“Se não tivesse o aval dele (Mano Menezes), não estaria aqui. Ele deu a bênção. Isso comprova que eu estava errado naquela época. O processo de maturidade vem ao longo dos anos. Por trás de uma pessoa que fere, existe uma pessoa ferida. Dei aquela declaração porque era mais explosivo. Hoje tenho aprendizado. Hoje o trato é completamente diferente. Nunca tive problema com ninguém, nem com o Mano. Já conversamos. São águas passadas. Quero pedir perdão a ele também, pois às vezes ferimos alguém. Somos pessoas públicas, e temos o dever de reconhecer nossos erros. Agora estamos juntos e vamos dar a vida para o bem do Cruzeiro”, disse.
Durante a reapresentação do elenco do Cruzeiro, Mano afirmou que a atual formação da Raposa é propícia para o atacante. “Eu gosto de jogadores da característica dele. Acho fundamental, por exemplo, para um tipo de disputa de torneio, como vamos jogar a Libertadores, você ter um centroavante de área, um centroavante que defina as jogadas. O Cruzeiro tem um time propício para o Fred”, afirmou o comandante.
O desentendimento entre Mano Menezes e Fred começou no jogo entre Brasil e México, em outubro de 2011. Mano escalou um time sem centroavante – a equipe jogou com Lucas, Neymar e Hulk. Fred acompanhou o jogo todo do banco. O Brasil venceu por 2 a 1, gols de Marcelo e Ronaldinho. Nas convocações seguintes, Fred acabou esquecido. O atacante reclamou publicamente em 2012.
Na entrevista que marcou seu retorno ao Cruzeiro, Fred ainda destacou a felicidade de vestir a camisa celeste 12 anos depois da primeira passagem. O camisa 9 assinou contrato por três temporadas e disputará a Libertadores em 2018. Ele reiterou que esse será o principal objetivo do clube na temporada e analisou o grupo 5, do qual a Raposa faz parte.
Estado de Minas