Destaque Esporte 

Mano espera Boca ‘segurando jogo’ para ‘quebrar o ritmo’ de decisão com Cruzeiro

Depois de perder por 2 a 0 no jogo de ida, na Argentina, o Cruzeiro tentará nesta quinta-feira, no Mineirão, reverter o placar diante do Boca Juniors, em jogo pelas quartas de final da Copa Libertadores. Para seguir sonhando com a chance de levantar o troféu, a Raposa precisa, no mínimo, vencer por 2 a 0 e levar a decisão para os pênaltis. Mano Menezes, porém, já espera um compromisso extremamente difícil e um adversário, dos mais tradicionais do futebol sul-americano, fazendo de tudo para ‘quebrar o ritmo’ da partida.

“Se nós estivéssemos com a vantagem por 2 a 0, nós também iríamos querer segurar o jogo, quebrar o ritmo. O adversário sabe e tem experiência para saber fazer isso. É nessas horas que não adianta se irritar. Vamos ter que resolver o problema. E resolver o problema exige bastante experiência, bastante futebol para tentar vencer”, analisou o treinador.

Mano também destacou a importância de uma noite perfeita, em que a execução do planejamento seja feita da melhor maneira possível. Ele ressaltou que o Cruzeiro terá terça e quarta-feira, além desta segunda, para se preparar da melhor forma para o confronto. “Não adianta só ideia e estratégia, a execução precisa ser muito boa. Vamos trabalhar a partir de segunda à tarde só pensando nesse jogo. Teremos três dias de treinamento para encaminhar aquilo que é a nossa maneira de resolver, sempre dentro de campo”, finalizou.

Na mesma entrevista, concedida após a derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, nesse domingo, em partida pelo Campeonato Brasileiro, Mano Menezes também revelou boas notícias ao torcedor do Cruzeiro. A primeira delas é que Arrascaeta, recuperado de lesão na coxa, deverá ser titular na quinta-feira, contra o Boca. Fred, que retornou aos gramados em São Paulo depois de seis meses em tratamento de cirurgia no joelho, também fica à disposição.

A tendência é que a entrada de Arrascaeta seja a única novidade na formação da equipe em relação ao time que foi derrotado na Argentina. Dedé foi expulso naquele compromisso, mas o Cruzeiro conseguiu na Conmebol a anulação da suspensão e poderá escalar o zagueiro no Mineirão. O Boca Juniors prometeu recorrer da decisão na Câmara de Apelações da entidade.

Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment