Mano revela por que não utiliza Arrascaeta como titular do Cruzeiro: “Tenho que cuidar dele”

Mano revela por que não utiliza Arrascaeta como titular do Cruzeiro: “Tenho que cuidar dele”

  • Post author:
  • Post category:Esporte

O diagnóstico veio no dia 29 de julho e parecia preocupante. A lesão por estresse na tíbia esquerda afastaria Arrascaeta dos gramados por 10 semanas. O prazo foi estipulado pelo departamento médico do Cruzeiro. O uruguaio se recuperou antes do previsto e voltou a ser opção de Mano. Participou de jogos importantes, como o confronto de volta da semifinal contra o Grêmio (1 a 0) e a final diante do Flamengo (1 a 1), quando marcou um gol.

Mas fica a pergunta: por que Arrascaeta não começa jogando? Ele foi titular apenas duas vezes após o retorno: vitórias sobre o Grêmio (2 a 0), pela Primeira Liga, e Chapecoense (2 a 1), pelo Brasileiro. De resto, tem figurado entre os reservas, sempre entrando no segundo tempo.

Mano explicou que o uruguaio acelerou o processo de recuperação e precisa de um tempo maior de treinamentos para voltar a ficar com 100% da sua capacidade física.

“Porque eu gosto muito dele (por isso, ele não começa jogando). E tenho que cuidar dele. É muito diferente (ele ser titular). Ele não conseguiu fazer uma preparação adequada neste retorno. A gente, em função da característica da lesão, não pode colocar carga muito forte. Nós estamos colocando ele em campo para desenvolver a capacidade técnica que ele tem. E ai eu faço isso quando os outros tem 60, 70 minutos, que as forças ficam igualadas. Se tivesse condições, já estaria lá. Gostamos bastante dele, sabemos que ele vai ser bastante importante também no dia 27, e entendo o gosto do torcedor. O meu gosto é igualzinho o gosto do torcedor”, afirmou Mano Menezes.

Agora, Arrascaeta terá nove dias para descansar e treinar antes da final da Copa do Brasil, no dia 27 de setembro, contra o Flamengo, no Mineirão. Mano confirmou que levará um time alternativo para Goiânia, para o jogo do fim de semana contra o Atlético-GO. Tudo indica que o uruguaio seja poupado pensando no “jogo do ano” para o Cruzeiro.

Estado de Minas