Minas tem 90 óbitos e 2.347 casos confirmados da COVID-19

Minas tem 90 óbitos e 2.347 casos confirmados da COVID-19

O número de mortes em Minas pela COVID-19 passou de 89 para 90 nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta segunda (4), foram confirmados 2.347 casos no Estado. O óbito foi registrado em Barbacena, um homem de 61 anos. Seguem em investigação 86 óbitos no Estado, que podem ter sido causados pelo novo coronavírus.

Belo Horizonte registrou o maior número de casos (825) e mortes (20). A capital é seguida por Uberlândia com 132 casos confirmados e oito mortes e Juiz de Fora com 175 casos confirmados e seis mortes.

Foram confirmados casos da COVID-19 em 176 municípios mineiros. Com a morte confirmada em Barbacena, passa para 48 o número de cidades onde foram registradas mortes pela doença.

PERFIL DOS PACIENTES

A maioria dos casos, 77%, concentra-se na faixa etária 20 a 59 anos e a maioria dos óbitos, 81%, em pessoas com mais de 60 anos. A doença levou à morte de 73 idosos. No entanto, também acometeu pacientes jovens: 14 adultos com idades entre 40 e 59 anos e três pessoas com idades entre 20 e 39 anos. Dos casos confirmados, 1.124 são mulheres e 1.133 homens.

O perfil dos óbitos demonstra que há letalidade semelhante entre homens e mulheres, 49 homens morreram em decorrência das complicações da COVID-19. Mulheres foram 41. Os dados indicam também que as pessoas que morreram, em maioria (85%), apresentavam doenças associadas.

O que é o coronavírus?
Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?
A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?
A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?
Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

Febre
Tosse
Falta de ar e dificuldade para respirar
Problemas gástricos
Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

Pneumonia
Síndrome respiratória aguda severa
Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus
Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Estado de Minas