Brasil e Mundo Destaque 

Natal e réveillon tiveram mais de 20 mil flagrantes de alta velocidade nas estradas

O desrespeito as leis de trânsito chamaram a atenção durante a operação  das polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv) nos  feriados de Natal e Ano-Novo. Somente as infrações de veículos flagrados  em alta velocidade chegaram a 21.238 nos dois recessos, média de 2.123  por dia de fiscalização. Somente entre 21 e 25 de dezembro, a PRF  flagrou 9.227 veículos com velocidade acima do permitido, o que foi  considerado recorde. Os dois recessos terminaram com 54 mortes, sendo  que 20 foram entre 0h da última sexta-feira até 23h59 do 1º dia deste  ano.

As infrações durante os dois feriados foram inúmeras. Com o uso dos radares móveis, agentes da PRF e da PMRv conseguiram flagrar milhares de veículos em velocidade incompatível com o trecho. Somente nas rodovias federais, foram 15.018 motoristas multados por esse motivo. Já nas estradas estaduais, os policiais flagraram 6.220 automóveis na mesma situação.

De acordo com o capitão Frederico Roberto Prado, assessor de comunicação do comando de Policiamento Rodoviário da PM, esse tipo de ocorrência vem crescendo, o que aumenta o risco de acidentes graves. “Nós tivemos um aumento quanto no Natal, tanto no recesso de Ano-Novo deste tipo de ocorrência. Isso mostra que o trabalho da PM está mais efetivo e que o desrespeito dos motoristas continua. Isso potencializa o acidente, que se torna mais graves tanto em relação as vítimas, quanto aos dados nos veículos”, afirmou.

Na Operação Ano-Novo, que teve início na sexta-feira e terminou anteontem, outros tipos de desrespeito a lei foram registrados. Segundo a PMRv, 38.507 veículos foram abordados neste período, sendo que 380 foram removidos. Outros nove carros roubados foram recuperados. Foram recolhidas 129 Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e 427 inabilitados foram detidos. Além disso, 22 motoristas foram presos por embriaguez ao volante e outros oito por crimes de trânsito.  Nas rodovias federais, foram fiscalizados 5.438 veículos durante o recesso pela PRF.  Foram aplicadas 485 multas por ultrapassagem em locais proibidos. Quatro pessoas foram presas por dirigirem alcoolizadas e outras 33 foram autuadas.

MORTES As estradas que cortam Minas Gerais foram palcos de tragédias no feriado do Ano-Novo. Nos cinco dias de operação, 20 pessoas perderam a vida em acidentes. As rodovias sob jurisdição do estado foram a que mais tiveram mortes, sendo 12 no total. Já nas vias federais, foram oito óbitos. Ao todo, foram registrados 368 acidentes. Eles deixaram, além dos mortos, 415 feridos.

O recesso foi mais violento nas estradas estaduais. Foram registrados 221 ocorrências, que deixaram 202 feridos, e 12 mortes. Os números foram menores do que registrado no Natal, quando 23 pessoas perderam a vida em 343 acidentes. A violência também foi maior nas estradas federais no recesso de Ano-Novo em comparação com o Natal. Nas BRs, 213 ficaram feridas em 147 acidentes. Além disso, oito pessoas morreram. No feriado anterior tivemos 11 mortes e 250 feridos em 172 acidentes.

O acidente mais grave aconteceu na BR-381, em São Gonçalo do Rio Abaixo, na Região Central de Minas Gerais. Na sexta-feira, quatro pessoas da mesma família morreram na batida entre um Uno e uma carreta. Entre as vítimas estavam duas crianças. Outra ocorrência aconteceu no Anel Rodoviário, na madrugada de segunda-feira. Um carro capotou próximo ao Bairro Universitário, na Região da Pampulha. O veículo seguia no sentido BH/Rio. A vítima, de 30 anos, que trabalhava como motorista de uma empresa de aplicativos, morreu na hora. Conforme a PMRv, o acidente ocorreu por volta 4h. O veículo seguia pela rodovia, quando o motorista perdeu o controle da direção. O veículo também atingiu um poste.

Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment