Cidade Destaque 

Pouco mais de uma semana para produtor imunizar seu rebanho

2ª etapa: vacinação de animais de 0 a 24 meses

Minas Gerais pode ser considerado, nos próximos dois anos, Estado livre da febre aftosa, doença que atinge o rebanho na produção de leite ou no gado de corte. É uma doença viral, altamente contagiosa, e pode atingir exemplares suínos. Até mesmo seres humanos podem ser vítimas da enfermidade, mas apenas casos raros foram registrados. O prazo final para imunização do rebanho é 30 de dezembro, ou seja, em aproximadamente uma semana. A primeira etapa ocorreu em maio. A vacinação é para animais de 0 a 24 meses.

O gado com mais de dois anos só pode ser vacinado nesse período, caso não tenho realizado o procedimento no primeiro semestre. O responsável ainda terá que pagar a multa e imunizar todo o rebanho pendente. O último foco registrado em Minas foi na cidade de Ferros, a 75 quilômetros de Itabira. A vacina no máximo custa R$2,5 por dose. A multa pode alcançar R$ 82 por cabeça.

Para retirar o documento Carta de Vacina para aquisição do medicamento veterinário, basta acessar a internet, no site do IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) no link http://www.ima.mg.mg.gov.br, ou se dirigir a sede do Sindicato Rural de Itabira. O produtor que não seguir as regras poderá ser multado, assim como o produtor que vacinar e não fizer a declaração.

Para comprar a vacina o produtor deve apresentar CPF (Cadastro de Pessoa Física) e o documento oficial de identificação em lojas de revenda desses produtos veterinários. Ele deverá adquirir a quantidade necessária para o montante do seu rebanho. Do momento em que forem adquiridas na loja, durante o transporte e até o momento da aplicação as vacinas deverão permanecer em ambiente refrigerado.

É fundamental mantê-las em geladeiras ou em caixas térmicas com muito gelo, de forma que estejam armazenadas em temperatura entre dois e oito graus celsius, inclusive no momento da aplicação. Uma caixa térmica com parede de no mínimo dois centímetros e meio de espessura, com volume de três litros tem capacidade de armazenar até cem doses da vacina. A vacina tem que ocupar o fundo do recipiente, e três quatros do volume deve ser ocupado por gelo. Repondo a água, com gelo a depender da temperatura do ambiente.

Na geladeira, as vacinas devem ser acondicionadas abertas no recipiente isotérmico. O ideal e vacinar no máximo na data seguinte da compra do medicamento. Deve-se agitar o frasco da vacina antes de fazer a aplicação. Cada animal deverá receber uma dose de 5ml. Deverão ser utilizadas seringas descartáveis, e as agulhas trocadas com frequência.

A declaração deverá ser feita até o dia 10 de junho, para a etapa de maio e até 10 de dezembro, para a etapa de novembro. Na época correta de fazer a declaração, também utilize o endereço eletrônico http://www.ima.mg.mg.gov.br.

Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa tem como estratégia principal a implantação progressiva e manutenção de zonas livres da doença, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal – OIE. Estima-se que Minas Gerais em dois anos, cumpra a meta estabelecida, caso a campanha tenha a cobertura esperada.

O Sindicato Rural de Itabira, fica localizado na praça Nelson Lima Guimarães, 10, bairro Pará, e funciona de segunda a sexta-feira, de 8 às 17h.Outras informações pelo telefone: (31) 3831-1380.

Related posts

Leave a Comment