Esporte 

Rodriguinho decide, e Cruzeiro derrota o Huracán na estreia pela Copa Libertadores

Com gol marcado por Rodriguinho ainda no primeiro tempo, o Cruzeiro derrotou o Huracán por 1 a 0 em seu primeiro compromisso pela Copa Libertadores em 2019. Mesmo sem Dedé e Thiago Neves, dois de seus principais jogadores, o time celeste conseguiu controlar a partida na etapa inicial e segurar o resultado no tempo final. O duelo foi realizado no estádio El Palacio, em Buenos Aires, na Argentina.

O resultado coloca o Cruzeiro na liderança provisória do Grupo B da Libertadores. Outros adversários da chave, Deportivo Lara, da Venezuela, e Emelec, do Equador, se enfrentam às 23h desta quinta-feira.

Na próxima rodada, o Cruzeiro terá pela frente o Deportivo Lara. O duelo está marcado para quarta-feira, dia 13, às 19h15, e marcará a estreia do clube celeste no Mineirão. Antes disso, porém, a Raposa medirá forças com o Tombense, no domingo, às 16h, também no Gigante da Pampulha. O compromisso é válido pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro.

Além da estreia do Cruzeiro, o jogo do El Palacio também reservou duas novidades ao torcedor celeste. A primeira delas foi o uniforme azul, utilizado pela primeira vez nesta quinta-feira. O modelo produzido pela Umbro traz marca d’àgua de estrelas na parte superior e todos as patrocinadores estampados na cor branca. A segunda foi sobre a transmissão da partida. Apenas o Facebook tinha os direitos das imagens e mostrou o duelo ao público brasileiro.

Sob muita chuva, Huracán e Cruzeiro fizeram um jogo estudado de parte a parte em quase toda primeira etapa. Enquanto o time da casa tinha suas principais ações ofensivas concentradas no atacante Lucas Barrios, os mineiros marcavam em linha baixa e aguardavam os argentinos no campo defensivo para sair em velocidade.

A estratégia funcionou para o Cruzeiro. Aos 29′, Robinho deu passe na medida para Rodriguinho. O meia fintou o marcador antes de tirar do goleiro Silva e abrir o placar. 1 a 0. Logo após o gol celeste, os argentinos partiram para cima, mas encontraram dificuldades na criação das jogadas. A principal delas foi em cobrança de escanteio, aos 39′, quando Fábio interceptou uma tentativa de cabeceio de Alderete.

Mas foi o Cruzeiro que quase marcou o segundo gol. Aos 46′, na reta final da primeira etapa, Egídio tabelou com Rafinha e saiu na cara de Antony Silva. O camisa 6 tentou um toque por cima, mas o goleiro salvou o Huracán. O clube celeste fechou a primeira etapa na frente do marcador com justiça, já que viu sua tática funcionar no tempo inicial.

Na frente do marcador, o Cruzeiro voltou para a segunda etapa mais cauteloso. O Huracán aumentou a produção ofensiva e chegou ao gol de Fábio aos 4′, aos 6′, mas com algum perigo mesmo aos 16′. Lucas Gamba recebeu na área, achou espaço e arriscou, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 26′, depois de indecisão da zaga celeste, Barrios também teve chance, mas Murilo salvou na linha depois de chute sem força do atacante argentino.

A última etapa da partida foi de pressão do Huracán. De olho no resultado, Mano Menezes trocou Rodriguinho por Fabrício Bruno e fechou ainda mais o setor defensivo do Cruzeiro. Embora bem recuado, o time celeste soube sofrer para segurar a vitória no jogo de abertura do Grupo B da Copa Libertadores. O Huracán ainda marcou aos 46′, mas o árbitro Diego Haro marcou impedimento, anulou o gol e deu números finais ao jogo.

HURACÁN 0X1 CRUZEIRO

HURACÁN
Silva; Chimino, Salcedo, Mancinelli e Alderete; Damonte (Toranzo) e Rossi; Auzqui (Mendoza), Roa (Chávez) e Gamba; Lucas Barrios. Técnico: Antonio Mohamed

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Leo, Murilo e Egídio; Henrique e Lucas Romero (Ariel Cabral); Robinho, Rodriguinho (Fabrício Bruno) e Rafinha (Marquinhos Gabriel); Fred. Técnico: Mano Menezes

Gols: Rodriguinho (aos 29’1ºT)
Cartões amarelos: Lucas Romero, Rafinha, Murilo, Leo, Fred e Egídio (Cruzeiro); Roa, Chimino, Gamba (Huracán)
Cartão vermelho: Mano Menezes (Cruzeiro)

Motivo: 1ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores
Local: El Palácio, em Buenos Aires, na Argentina
Data e horário: 7 de março de 2019 (quinta-feira), às 19h
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Jesus Sanchez (PER)

Estado de Minas

Related posts

Leave a Comment