Temer nega ter recebido propina para reformar e comprar imóveis

Temer nega ter recebido propina para reformar e comprar imóveis

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento, nesta sexta-feira, no Palácio do Planalto, para, “protestar contra mentiras que são lançadas contra a minha honra”. Temer também usou as redes sociais para se manifestar contra a suspeita que ele teria usado dinheiro de propina para pagar reforma da casas de uma de suas filhas e, ainda, comprar imóveis em nome de terceiros.

Em sua conta no Twitter, Temer disse que sabe “se defender”. Em seu pronunciamento, ele explicou que irá pedir ao Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para mandar investigar como “vazaram” essa informação.

“Se pensam que ficarão impunes, não ficarão sem respostas. Não é a imprensa que vai lá, de forma escondida… Os dados são fornecidos por quem preside o inquérito”, acusou o presidente.

Para o presidente, essa conduta  teria sido feita por  “pessoas que não têm moral”.  “É para desmoralizar a figura institucional da Presidência da República, para tentar atrapalhar o natural progresso do nosso país”, afirmou.

O presidente ainda acrescentou que não pretende ficar, quando sair do cargo,  “com a pecha  que tentam me imputar a todo momento”. De acordo com Temer, a tentativa de atingura a sua honra está sendo feita por “pessoas  de má-fé”, que apenas “estão fazendo ilações”.

Entenda o caso

A  suspeita  de que o presidente teria lavado dinheiro de propina por meio  de uma  reforma da casa de uma de suas da filhas e, ainda, comprado imóveis em nome de terceiros, consta em em processo que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

O processo diz respeito a inquérito  conduzido pela Polícia Federal que investigou se houve irregularidades em decreto  presidencial sobre o setor portuário, assinado em maio de 2017 , que beneficiou  a empresa Rodrimar.

Estado de Minas